Torcicolo congênito

Torcicolo congênito

O que é o torcicolo congênito? De forma muito resumida, é um bebê com o pescoço torto. Mas, claro, isso resume demais o problema. É causado pelo encurtamento de um músculo do pescoço, chamado esternocleidomastoideo. Se existe demora para realizar o tratamento pode causar deformidades no crânio da criança.

Causas

Não se sabe ao certo as causas do torcicolo congênito. Existem muitas hipóteses, como a de mal posicionamento intra-uterino, problemas na hora do parto, isquemia do músculo esternocleidomastoideo.

Exames

Geralmente não é necessário nenhum exame para o diagnóstico de torcicolo congênito. O pediatra ou o ortopedista conseguem fazer o diagnóstico com exame clínico. Exames podem ser úteis para se diferenciar em caso de suspeita de alguns tipos de escoliose, ou outros tipos de deformidade congênita.

Tratamento

A maioria dos casos resolvem muito bem com fisioterapia e o melhor é começar o mais cedo possível, de preferência antes dos seis meses de idade. Portanto geralmente a resolução acontece antes de um ano de idade.

A participação dos pais em casa ajuda muito, pois quanto mais intensivamente os exercícios de fisioterapia forem feitos, mais rápido se resolve (mas sem exageros!).

Alguns poucos casos raros precisam de cirurgia, realizada quando não há melhora do torcicolo após 12 meses de idade. Portanto as deformidades que por acaso já tiverem se formado não melhoram, mas o tratamento cirúrgico visa principalmente evitar a piora.

O diagnóstico, como foi dito, deve ser feito por um médico habilitado. E o tratamento fisioterápico, claro, precisa portanto de um bom profissional de fisioterapia, com boa experiência.

 

 

 

Compartilhe nas suas redes:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Envie o seu comentário:

Rua Cubatão, 86 – conjunto 1104 – Vila Mariana – São Paulo – CEP: 04013-000