segurança do paciente

Segurança do paciente

Uma das principais preocupações do mundo da medicina está na segurança do paciente, principalmente quando falamos de procedimentos cirúrgicos.

Existem vários passos a serem seguidos para diminuir ao máximo os problemas com complicações e maus resultados.

Antes da cirurgia

Antes da cirurgia o médico cirurgião deverá explicar ao paciente todos os detalhes da cirurgia. O que será feito. O que é esperado de acontecer depois de terminada a cirurgia. Quais as complicações possíveis. Explicar que mesmo tomando todos os cuidados, podem acontecer coisas imprevisíveis, como em qualquer coisa dentro da medicina.

A linguagem do médico deve ser acessível para que o paciente entenda, e possa tomar suas próprias decisões. Por isso este é o momento principal para tirar todas as dúvidas.

Além disso, o médico cirurgião deve pedir exames pré-operatórios, de acordo com a complexidade da cirurgia a ser feita. Exames de sangue, dos pulmões e eletrocardiograma são exemplos. Em alguns determinados casos ele também deverá pedir avaliação sobre a segurança a outros profissionais, como cardiologistas ou pneumologistas.

Logo antes da cirurgia

Logo antes da cirurgia a equipe do hospital também irá participar da segurança do paciente. Deverão checar muitas e muitas vezes se aquele é o paciente certo, se não há dúvidas de qual a cirurgia que será realizada, em qual órgão, se ele trouxe todos os exames, etc. Também vão conferir se há alergias a alguma substância ou medicação, como iodo ou esparadrado, etc. Entretanto algumas vezes o cirurgião ou o anestesista julgam necessário que se reserve uma vaga de UTI para o pós cirúrgico. E logo isso também é checado, se existe essa vaga. Também todo o material a ser utilizado é checado pela equipe de enfermagem e instrumentação, para saber se está tudo lá e corretamente esterelizado.

Somente após tudo isso a anestesia e a cirurgia começam.

Após a cirurgia

O médico cirurgião não fica todo o tempo no hospital, porém ele deixa todas as orientações necessárias para a equipe de enfermagem, fisioterapia e nutrição, para que tudo saia bem até sua próxima visita. Dia após dia o médico vai avaliando o progresso do paciente até o momento da alta hospitalar.

Após a saída do hospital

Em casa o paciente deverá seguir todas as orientações dadas pelo médico no momento da alta, pelo menos até o dia do próximo retorno ao consultório. Entretanto, caso ocorra algum imprevisto o paciente deverá entrar em contato com o médico, ou alguém de sua equipe. Em qualquer caso sempre estará disponível o serviço de emergência do hospital onde a cirurgia foi feita.

Enfim, sucesso!

Confie sempre no que diz o seu médico, evitando as dicas de familiares ou de amigos. Podem estar cheios de boas intenções, mas cuidado! Mas se alguém lhe recomendar um remédio diferente, uma terapia diferente, etc, pode até não estar errado, mas consulte seu médico antes de começar.

Então, teremos certeza que se todos colaborarem com o tratamento o paciente terá sucesso em sua recuperação.

 

Acessem e sigam meu canal no Youtube

Acessem e curtam minha página do Facebook

Acessem e sigam minha conta no Instagram

Acessem minha página no Doctoralia

Mais sobre eu e minha página: CLIQUE AQUI

 

Compartilhe nas suas redes:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Envie o seu comentário:

Rua Cubatão, 86 – conjunto 1104 – Vila Mariana – São Paulo – CEP: 04130-000