Exames coluna vertebral

Exames para a coluna vertebral

Neste artigo falaremos sobre os principais exames utilizados para avaliar a coluna vertebral. E qual a utilidade de cada um deles. Afinal, a ressonância magnética não vê tudo? Para que pedir outros tipos de exame então?

Então, achar que a ressonância magnética vê tudo sobre a coluna é uma visão errada. Essa visão é criada pelos pacientes, mas por culpa dos médicos que muitas vezes indicam mal a realização dos exames necessários.

Os outros tipos de exames tem indicações precisas, e quando bem utilizados trazem muito mais informações ao médico do que uma ressonância magnética.

Radiografias

As radiografias, ou como costumamos chamar, Raio X, são exames simples e relativamente baratos. Podem ser feitos em diversas posições.

São exames ideais para se ter uma visão ampla da coluna, e suas partes “duras”. Ou seja, é o exame ideal para se ver ossos e implantes como parafusos, placas, hastes e outros materiais. Então vemos que este é o exame principal após uma cirurgia de artrodese, por exemplo, para seguimento dos materiais implantados. As ressonâncias magnéticas fornecem imagens muito ruins quando há materiais metálico implantados.

Também verificamos com este exame o estado dos ossos, quando suspeitamos de fraturas, deformidades ou artrose. Deformidades grandes, como na escoliose, só podem ser corretamente avaliadas numa radiografia.

Tomografia computadorizada

Para explicar de modo simples como é feita uma tomografia, precisamos imaginar que o princípio de formação da imagem é o mesmo das radiografias, mas o que atravessa o corpo seria um fino feixe de raio x, que circunda todo o corpo. Seria como um raio x mais detalhado, em 360°. Aqui também temos um exame ideal para vermos partes duras da coluna, mas começamos a ver esboços mais detalhados de partes moles, sendo possível, por exemplo, numa tomografia bem feita, ver hérnias de disco. A tomografia é muito boa para ver os ossos, e o posicionamento de materiais implantados, mas não serve para ver alterações amplas como as deformidades posturais (escoliose, cifose, etc).

Densitometria óssea

Esse exame é específico para verificar a densidade do osso, ou seja, quanto este osso é duro. A parte dura dos ossos é composta por sais de cálcio. Então, quando há uma diminuição do cálcio nos ossos temos uma diminuição de sua dureza, o que pode levar a fraturas mais fáceis, ou até mesmo espontâneas. Isso caracterizaria osteoporose.

Eletroneuromiografia

Este não é propriamente um exame para se avaliar a coluna diretamente, mas um exame que testa o funcionamento dos nervos que saem da coluna em direção às pernas e aos braços. Então o exame pode detectar problemas em um ou mais nervos, e indicar que pode existir uma compressão ou “pinçamento” dentro da coluna, ou já fora dela. Ou se há alguma doença dos nervos que nada tenha a ver com a coluna. Os pinçamentos poderiam ocorrer, por exemplo, por hérnias.

Cintilografia óssea

Esse não é um exame comum. É usado para verificar o funcionamento das células do osso. Ou seja, serve para verificar  funcionamento do próprio osso. Alguns problemas podem alterar esse funcionamento, fazendo com que o osso seja produzido ou absorvido de forma desequilibrada. Casos de infecções, tumores, alguns tipos de doenças e fraturas podem ser detectados com esse exame.

Ressonância Magnética

Finalmente,  a ressonância magnética é o melhor exame para ver “partes moles” da coluna. Ou seja, é bom para ver discos, medula, nervos, músculos e ligamentos. É boa para ver possíveis acúmulos de líquidos, nos tecidos ou formando coleções. Também é indicada para alguns tipos de tumores ou complementar para pesquisar alguns tipos de fraturas suspeitas de terem alguma doença associada.

Enfim, é importante saber que cada um desses exames tem uma indicação certa. Aqui coloquei só um resumo rápido. Quem saberá indicar o melhor exame sempre será o médico especialista em coluna.

Abaixo um vídeo que fiz sobre o assunto.

Vocês podem acessar outros vídeos, sobre outros assuntos, no meu Canal do Youtube.

Comentem e compartilhem esse texto e vídeo nos links no final da página! Muito obrigado! Até a próxima!

 

 

Compartilhe nas suas redes:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Envie o seu comentário:

Rua Cubatão, 86 – conjunto 1104 – Vila Mariana – São Paulo – CEP: 04013-000