Espondilolistese - Fonte: Netter

O que é espondilolistese?

A espondilolistese é uma palavra que descreve um “escorregamento” de uma vértebra em relação a outra, ou seja, existe um desvio, um deslocamento de uma vértebra. Esse deslocamento pode ter várias causas, o mais comum é por desgaste das estruturas vertebrais. Outra causa comum é uma falha de desenvolvimento de parte óssea da vértebra, que geralmente acontece na puberdade.

 

Quais os sintomas da espondilolistese?

A pessoa acometida pode ou não sentir dores ou outros sintomas. O problema pode causar dor importante, tanto na região lombar, quanto em um dos membros inferiores, se o escorregamento estiver causando compressão de uma raíz de nervo.

 

Como se o diagnóstico da espondilolistese?

A espondilolistese pode na maioria das vezes ser diagnosticada com uma radiografia simples. Acaba aparecendo também em exames de tomografia computadorizada e em ressonância magnética, mas se não houver sintomas de compressão de nervos, esses exames mais sofisticados não são necessários. A necessidade de se solicitar exames é definida pelo médico.

 

Como é o tratamento da espondilolistese?

O tratamento depende dos sintomas e de quanto a vértebra escorregou, e isso depende de avaliação de um médico especialista. O objetivo é manter a coluna firme. Para se conseguir isso utiliza-se tratamentos conservadores, com exercícios, fisioterapia, RPG, acupuntura, quiropraxia, e exercícios diversos.

Quando esses tratamentos conservadores não dão bons resultados pode ser necessário até mesmo um tratamento cirúrgico, que pode envolver estabilização das vértebras envolvidas com parafusos e hastes de titânio.

Quando bem indicado, após uma cirurgia não sobram limitações para os pacientes, podendo inclusive realizar atividades físicas e profissionais das mais diversas.

 

Compartilhe nas suas redes:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Envie o seu comentário:

Rua Cubatão, 86 – conjunto 1104 – Vila Mariana – São Paulo – CEP: 04130-000